Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2014

Vendas nas décadas de 1960 e 1970

Imagem
A seguir transcrevemos alguns dados encontrados na internet. Muitas vezes ocorrem alguns exageros quando se fala em quantidade de discos vendidos.

1962 - RAUL SOLNADO

(...) o disco que reunia A História da Minha Ida à Guerra de 1908 e A História da Minha Vida, que bateu todos os recordes de vendas de discos até então, vendendo até mais do que Amália!

(...) as gravações dos monólogos que criou em revistas nos anos sessenta bateram recordes de vendas na altura - mas Solnado chegou igualmente a gravar canções, tornando-se Malmequer um enorme êxito em 1972 (Biografia Macua)

Nesses tempos 5.000 era uma edição muito especial e 10.000 seriam raríssimos os que o atingiram.

Em Portugal uma venda, não confundir com prensagem, de mais de 10.000 exemplares nos finais de 60 e princípios de 70 foi raríssimo (Solnado com a Ida à Guerra, por exemplo), o cálculo dos direitos de autor feito com base nos exemplares facturados pela editora aos revendedores e não com base nas cópias prensa…