VENDAS DE DISCOS EM PORTUGAL: GALARDÕES, DISCOS MAIS VENDIDOS, ETC...



quarta-feira, 27 de junho de 2012

Heróis do Mar



O disco "Amor" dos Heróis do Mar foi lançado em Junho de 1982. 30 anos depois a TVI foi falar com os músicos (Pedro Ayres Magalhães, Rui Pregal da Cunha, Paulo Pedro Gonçalves, António José Almeida e Carlos Maria Trindade) mas também com Né Ladeiras (que colabora numa das versões do tema), Tozé Brito e António Pinho (da editora Polygram), José Fortes (Técnico de Som), com o locutor de rádio João Vaz (Rádio Comercial), entre outros.

A canção foi composta em pouco mais de 20 minutos e tratou-se de uma resposta da banda após a fraca adesão ao álbum de estreia e aos problemas porque a banda passou.

O disco acabou por ser um enorme sucesso e o nível de vendas elevado (nos formatos de single e máxi-single) levou à criação do galardão de disco de platina. O galardão atribuído aos Heróis do Mar tem a reprodução dos dois formatos.

O Jornal das 8, do dia 26 de Junho, destacou uma peça sobre a efeméride e no próximo fim de semana voltará a ser recordada na TVI24.

-----
SITE TVI

Há trinta anos que os portugueses aprenderam a cantar o amor, com um ritmo e uma melodia muito especiais.

A música «Amor» dos Heróis do Mar foi lançada em junho de 1982. Arrebatou uma geração de jovens e não há ninguém hoje em dia que não a conheça.

Transformou-se num clássico e é apontada como um símbolo da viragem na música pop portuguesa que os membros dos Heróis do Mar aceitaram recordar para à TVI.

TVI  - «Amor», a música nasceu há 30 anos

Especial 24 (TVI24)- 30/06/2012 23h00

Em Junho de 1982, o «AMOR» arrebatava uma geração de Portugueses! 30 anos depois, revemos esse tempo, através da música dos Heróis do Mar, que mudou a Pop em Portugal. A banda, conotada por alguns com o antigo regime e a ideologia de extrema direita, compôs em apenas 23 minutos, a canção que funcionou como ponto de viragem na carreira do grupo um marco geracional, obrigando até a indústria discográfica a inventar o galardão de "disco de platina" para premiar as vendas recorde. Três décadas depois, os Heróis do Mar contam-nos a história deste sucesso onde não faltaram polémicas ideológicas, pressões na rádio e na televisão, roupas controversas, poses inovadoras¿ No Especial24, revisitamos esta música histórica, através de uma grande reportagem de José Carlos Araújo, com edição de imagem e sonoplastia de João Pedro Ferreira, e contando, também, com as entrevistas a Jorge Pereirinha Pires, co-autor do documentário "Brava Dança", e Luís Filipe Barros, um dos primeiros radialistas a executar o single na rádio. Sábado, às 23.00, na TVI24.

TVI24

-----
A desejada consagração popular dos Heróis do Mar veio finalmente com o maxi-single "O Amor" (com a participação de Né Ladeiras), lançado em Julho de 1982: vendeu 120 mil cópias, para não falar das edições piratas (houve, no mínimo, 15 diferentes), obrigando a que se criasse um novo tipo de troféu, o galardão de platina.

Jornal Público, 1992

Nós confrontámo-nos com uma coisa que é perigosa: nós atingimos todas as metas que eram possíveis alcançar em Portugal. Fazeres um videoclip do qual te orgulhes, alcançares o disco de ouro e criares o conceito do disco de platina (que não existia), fazeres um concerto de estádio, seres reconhecido pela crítica internacional. Só que tudo aquilo é inconsequente, porque o que é que fazes logo a seguir? Depois começa a ser tudo difícil e a ferros. Era muito fácil os Heróis do Mar, em vez de terem tido nove anos, terem tido três.

Rui Pregal da Cunha, Voxpop, 29/03/2001


1982. AMOR.

 O primeiro máxi-single da história da industria discográfica portuguesa. O 1º disco de platina atribuído a um artista português. O primeiro vinil português a ser tocado por dj's em clubes e discotecas. Portugal aprendia a dançar.

José P. Pires, Blog Brava Dança , 29/03/2007

Sem comentários: