VENDAS DE DISCOS EM PORTUGAL: GALARDÕES, DISCOS MAIS VENDIDOS, ETC...



quinta-feira, 6 de maio de 2010

Marco Paulo


João Simão da Silva assinala os seus 25 anos de carreira de cantor na próxima quinta-feira num espectáculo no Pateo Alfacinha, em Lisboa. O facto poderia passar despercebido se João Simão da Silva não fosse o nome de nascimento de Marco Paulo, recordista absoluto nas vendas de discos em Portugal e um dos canconetistas mais populares e polémicos do meio artistico. "Piroso" e "popularucho" são adjectivos utilizados pelos seus críticos, mas o mesmo não deverão pensar os milhares de pessoas que enchem as dezenas de espectáculo que o artista dá todos os anos em cidades, vilas, aldeias e lugares da "província". Orgulha-se de dizer que "um milhão e quinhentas mil pessoas já ouviram a minha voz", o número aproximado de discos que já vendeu e é um dos artistas portugueses que mais discos de prata, ouro e platina recebeu nas últimas décadas.

Só o single "Eu Tenho Dois Amores" vendeu mais de 180 mil cópias e a sua editora dificilmente consegue contabilizar quantos discos de prata, ouro e platina já recebeu.

Vinte e cinco anos depois de ter cantado na televisão num programa de Cidália Meireles, o interprete de "Eu Tenho Dois Amores" ou "Morena, Morenita" promete continuar a pisar os palcos das muitas festas e romarias em todo o país a actuar para as comunidades portuguesas espalhadas pelo Mundo.

E para assinalar o ano 25 da sua carreira, vai ser lançada uma colectânea dos seus grandes êxitos, "Maravilhoso Coração", e que inclui quatro temas originais, outros previsiveis "êxitos" que habitualmente povoam os "tops" portugueses.

O seu primeiro disco foi "Eu Não Sei", uma versão de Alain Barriere, mas só em 1978 receberia o primeiro dos muitos discos de ouro da sua carreira, para os singles "Ninguém, Ninguém" e "Canção Proibída".

Em 1984, e apenas numa semana, "Morena, Morenita" conquistou um disco de ouro, mais um na longa história de galardões que fazem de Marco Paulo um personagem único no panorama das vendas em Portugal.

Lusa, 22/07/1991

O single com os temas "Canção Proibida" e "Ninguém Ninguém", de 1978, foi o primeiro grande sucesso de Marco Paulo. No ano seguinte conseguiu novo disco de Ouro para o single "Mulher Sentimental".

O single "Eu Tenho Dois Amores" (1980) e a compilação "O Disco de Ouro" (1982) também ganharam vários discos de Ouro quando ainda não existia o galardão de platina. "Eu Tenho Dois Amores" recebeu 3 discos de Ouro - 150.000 exemplares.

[Foram lançados discos de outros artistas na série "Disco de Ouro"]

Os singles "Joana" (1988) e "Taras e Manias" (1991) receberam 4 e 5 platinas, respectivamente.

Em 1991 foi editado o álbum "Maravilhoso Coração" com 5 canções da era pré-discos de platina de Marco Paulo, 16 da era dourada que é de finais de 70 até à altura e 4 novas canções.

Em 1996 quando se encontrava a recuperar de uma segunda operação aos intestinos, disse à agência Lusa que, no final da conversa de hora e meia com o bispo, este ficou impressionado com as quatro paredes cheias de discos de ouro e de platina.

A EMI lançou em 2005 uma compilação com o nome "Ouro e Platina".

Nota: a atribuição de galardões foi sendo alterada ao longo do tempo conforme pode verificar neste blog.

Biografia de Marco Paulo / Zona Música (2003):

(...) o ano do seu salto definitivo seria 1978. É o ano da sua explosão graças ao single que agrupa "Ninguém Ninguém" e "Canção Proibida". É o seu primeiro nº1 do top de vendas e o seu primeiro Disco de Ouro.

Até 1981 Marco Paulo [alcança] mais cinco Disco de Ouro; ou seja, seis discos de ouro consecutivos correspondentes a um total de cerca de 300 mil discos vendidos: em 1979 com "Mulher Sentimental", em 1980 "Eu tenho Dois Amores" que, só por si, vende 175 mil discos (o que representa três discos de ouro) e, por fim, "Mais e Mais Amor", em 1981.

(...)

Em 1981 edita "Disco de Ouro", uma colectânea com os maiores êxitos dos seus primeiros quinze anos de carreira. Uma antologia que é premiada pelo público com quatro Discos de Ouro, por um total de 140 mil unidades vendidas.

Marco Paulo conseguia uma verdadeira proeza: dez discos de ouro em apenas quatro anos! Nesse mesmo ano edita ainda o single "Anita", tema inédito desta colectânea e aí alcançava mais um Disco de Ouro.

Em 1983 Marco Paulo edita "Flor Sem Nome" que chega apenas a Disco de Prata.
O ano seguinte fica assinalado por um ritmo verdadeiramente alucinante de edições: em Julho o single "Morena Morenita" (Disco de Ouro), em Setembro duas colectâneas ("Os Grandes Êxitos I e II") e em Dezembro "Romance", disco de ouro à saída. Este último incluía os sucessos "Deixa Viver" e "Nasci Para Cantar".

Depois de um ano de pausa, Marco Paulo regressa em 1986 com um novo álbum, "Sedução". A Prata voltaria a abrilhantar este seu trabalho. O seu sucessor "Marco Paulo" chega em 1988. A reacção do público ao single "Joana" seria imediata: duas semanas após a sua edição era Disco de Ouro! "De Todo o Coração" marca o regresso de Marco Paulo ao contacto com o seu público. Decorre o ano de 1990.

Em 1991 Marco Paulo edita "Maravilhoso Coração", uma colectânea de 25 super êxitos seus.

---

Com mais de três milhões de discos vendidos, Marco Paulo é, a par de Amália Rodrigues, o campeão de vendas da história da indústria fonográfica portuguesa. É o detentor do maior número de discos de ouro e platina atribuídos a um só artista em Portugal. No total somam-se mais de 75 galardões

---

Marco Paulo, sua banda e coros, som e luz, actuam em Portugal e nos mais variados países do mundo. Três milhões e meio de discos vendidos, 57 discos de ouro e platina. Novo álbum a editar em 1997. (AE, 1997)

Ninguém Ninguém/Canção Proibida - Disco de Ouro
Mulher Sentimental - Disco de Ouro
Eu Tenho Dois Amores - 3 discos de ouro - 175 000
Mais e Mais Amor - Disco de Ouro
O Disco de Ouro [LP] -  4 Discos de Ouro - 140 000
Anita - Disco de Ouro
Flor Sem Nome - Disco de Prata
Morena Morenita - Disco de Ouro
Romance [LP] - Disco de Ouro
Sedução [LP] - Disco de Prata
Joana - 4 Discos de Platina
Taras e Manias - 5 Discos de Platina


etc

A partir do final dos anos 1970 foram criados os galardões "Discos de Ouro" (para vendas superiores a 30.000 exemplares nos anos 1970 e a 50.000 exemplares e nos anos 1980). [António José] ganhou vários.


António José foi o responsável pela tradução de alguns dos maiores sucessos de Marco Paulo

Canção Proibida/Ninguém Ninguém" de 1978 foi o primeiro grande sucesso de Marco Paulo. No ano seguinte novo disco de Ouro para "Mulher Sentimental".

O single "Eu Tenho Dois Amores" (1980) e a compilação "O Disco de Ouro" (1982) também ganharam vários discos de Ouro quando ainda não existia o galardão de platina. "Eu Tenho Dois Amores" recebeu 3 discos de Ouro - 150.000 exemplares. Foram lançados discos de outros artistas na série "Disco de Ouro".

Algumas das canções de Marco Paulo que contaram com a colaboração de António José na adaptação das letras:

Canção Proibida + Ninguém, ninguém - P. Yellowstone
Mulher Sentimental + O Comboio da Meia Noite - R.Danova  + P. Yellowstone
Eu Tenho Dois Amores - G. Hadjinassios/Costa Cordalis
Flor Sem Nome + Joana - Roland Kaiser/NH-J.Heider
Mais e Mais Amor - S.Elson/B.Braudmaier
Morena Morenita  + Anita - Costa Cordalis/J.Frankfuert e muitas outras

1 comentário:

p.t.r. disse...

Marco Paulo regressa aos discos um ano depois de ter mudado de editora
(TSF 21 JUN 2001)
O cantor Marco Paulo, que em 2000 rompeu com a sua editora de sempre após uma relação de três décadas, vai lançar um novo álbum (...)

Marco Paulo, de 56 anos, assinou há um ano um contrato de três anos com a jovem editora «Zona Música», pondo termo algo surpreendentemente a uma parceria de 34 anos com a multinacional «EMI-Valentim de Carvalho».

O artista, que deixou a EMI «pelo desafio», comemora com este novo álbum 35 anos de carreira, em que se impôs como um marco incontornável na história da música portuguesa, com 67 discos de prata, ouro e platina.